Conteudo Skip Navigation LinksCHMT > Comunicação > Notícias
Skip Navigation LinksCHMT > Comunicação > Notícias
NOTÍCIAS
09-02-2018
Arte no hospital
No âmbito da celebração do Dia Mundial do Doente, foi inaugurada uma exposição de pintura, de Ana Oliveira, que agrega duas temáticas “Confins da Infância” e “Mãe Divina”.

Arte no hospital

No âmbito da celebração do Dia Mundial do Doente, foi inaugurada uma exposição de pintura, de Ana Oliveira, que agrega duas temáticas “Confins da Infância” e “Mãe Divina”.

A exposição estará patente no átrio principal da Unidade hospitalar de Torres Novas até ao dia 7 de março.

Mãe Divina

“O que fazes quando a alma dói? Por vezes precisamos de escutar o que dói na alma, e perceber de que forma essa dor se manifesta no nosso corpo. Encontrar refúgio num coração imaculado é aceitar o amor, de forma incondicional, respeitando e aceitando a verdade de cada ser. Encontra o amor no teu profundo silêncio.

Tive o privilégio de crescer em Fátima e o Santuário e os Valinhos sempre foram o meu refúgio. Talvez por isso não seja de admirar que quase todos os desenhos aqui apresentados, com este tema, tenham surgido no coração desses lugares sagrados”.

Confins da Infância

“Esta exposição convida a reviver a infância. Uma iniciativa transversal a todos nós, com a descoberta do mundo, o confronto com as perdas, ou mesmo a aceitação da vida como ela é.

As aves foram uma inspiração para mim e com elas, pela primeira vez usei cor nos meus desenhos que ilustram as páginas do livro “Confins da Infância”.

A Autora

“O meu Caminho nas artes começou bem cedo. Em criança usava o desenho para me expressar e a composição para estabelecer uma ordem visual apelativa num espaço. Não seria de estranhar que o meu caminho iria passar pelas Belas Artes, onde me formei em Escultura e em Escultura Pública. O meu trabalho reflecte-se em várias áreas, sendo o desenho o elo de ligação de todas elas”. Ana Oliveira


08-02-2018
Dia Mundial do Doente
“Sou um defensor do Serviço Nacional de Saúde”, afirmou, repetidamente, D. José Augusto Traquina Maria, sublinhando “os valores de solidariedade, do cuidar do próximo e de humanismo, preconizados pelo SNS, e que aqui se encontram”.

“Sou um defensor do Serviço Nacional de Saúde”, afirmou, repetidamente, D. José Augusto Traquina Maria, sublinhando “os valores de solidariedade, do cuidar do próximo e de humanismo, preconizados pelo SNS, e que aqui se encontram”.



O Bispo de Santarém, D. José Augusto Traquina Maria, presidiu à eucaristia da celebração do Dia Mundial do Doente na Unidade Hospitalar de Torres Novas, do Centro Hospitalar do Medio Tejo.

Uma celebração que contou com a participação de um coro de jovens que alegraram a Eucaristia e também com a participação da Liga de Amigos do Hospital, nomeadamente o seu grupo de voluntariado.


Durante a Eucaristia, destaque para o ritual da Unção, um momento marcante e especial para os doentes que receberam este sacramento.


No final da celebração eucarística, D. José Augusto Traquina Maria visitou os serviços de Pediatria, Nefrologia, Medicina Interna e Oncologia onde privilegiou o contacto com os doentes, com gestos de grande afeto, solidariedade e mensagens de esperança.

O Bispo de Santarém saudou, com igual afeto, os profissionais de saúde, que diariamente estão “ao serviço e que, para além de profissionais, têm a vocação de cuidar do próximo”.

“Sou um defensor do Serviço Nacional de Saúde”, afirmou, repetidamente, D. José Augusto Traquina Maria, sublinhando “os valores de solidariedade, de disponibilidade, do cuidar do próximo e de humanismo, preconizados pelo SNS, e que aqui se encontram”.


Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo sublinhou a importância da visita do Bispo de Santarém, D. José Augusto Traquina Maria, ao Centro Hospitalar do Médio Tejo, referindo que esta visita reflete “a compreensão do papel, da missão insubstituível do CHMT e do trabalho e empenho dos seus profissionais para a concretização dos valores de humanismo impressos no Serviço Nacional de Saúde”.

No final da visita aos doentes, D. José Augusto Traquina Maria encontrou-se com os profissionais de saúde da Unidade Hospitalar de Torres Novas, num momento de confraternização, fechando desta forma a tarde em que no CHMT se celebrou o Dia Mundial do Doente.

05-01-2018
42 Médicos Internos iniciaram formação no CHMT em 2018
42 Médicos Internos, 30 do Ano Comum e 12 da Formação Específica, iniciaram funções no Centro Hospitalar do Médio Tejo no início de 2018, mais 6 do que no ano de 2017.

42 Médicos Internos, 30 do Ano Comum e 12 da Formação Específica, iniciaram funções no Centro Hospitalar do Médio Tejo no início de 2018, mais 6 do que no ano de 2017.

Na sessão de acolhimento realizada na Unidade Hospitalar de Torres Novas, Carlos Andrade Costa deu as boas vindas a estes novos médicos e pediu-lhes “perseverança, boa disposição e sentimento de pertença, a esta Casa, que não é fácil mas é uma casa que se conquista. Queremos que tenham a melhor experiência possível no Centro Hospitalar do Médio Tejo”.

O presidente do Conselho de Administração, Carlos Andrade Costa, sublinhou ainda o facto de “estes novos médicos terem voluntariamente escolhido fazerem o seu internato no CHMT, destacando o facto de voltarmos a ter um interno para o Serviço de Cirurgia Geral, o que já não acontecia há muito, muito tempo”.

Os Internos da Especialidade integrarão os serviços de Medicina Interna, Cirurgia Geral, Nefrologia, Patologia Clínica, Psiquiatria e Pediatria.

03-01-2018
Presidente da ARS LVT visita Urgência do CHMT
No passado domingo, último dia do ano, Luís Pisco, presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, visitou o Serviço de Urgência na Unidade Hospitalar de Tomar

No passado domingo, último dia do ano, Luís Pisco, presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, visitou o Serviço de Urgência na Unidade Hospitalar de Tomar. Uma visita em que esteve acompanhado pelo presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Carlos Andrade Costa, da diretora clínica, Cristina Gonçalves e da enfermeira diretora, Ana Paula Eusébio.

Na ocasião foi possível verificar a normalidade do serviço, apesar da grande afluência de cidadãos, e testemunhar o trabalho dos profissionais de saúde, que com empenho e dedicação, estiveram nesta quadra festiva ao serviço da população do Médio Tejo.

A Serviço de Urgência do CHMT, que engloba a Urgência médico-cirúrgica, duas urgências básicas, a urgência pediátrica e a urgência obstetra e ginecológica, tiveram neste período, entre os dias 23 de dezembro e 1 de Janeiro, um total de 4630 atendimentos.

Complementando o Plano de Contingência da Gripe, recorde-se que está a funcionar nas três unidades do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Abrantes, Tomar e Torres Novas, a Consulta Aberta, das 18h30 às 22h00, às segundas e terças, quintas e sextas. Os utentes podem optar pela Consulta Aberta, onde para além da consulta médica, existe também uma consulta de enfermagem, havendo igualmente acesso, se necessário, a exames complementares de diagnóstico.

13-12-2017
Consulta Aberta
O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE implementará, a partir da próxima quinta-feira, dia 14 de dezembro, no âmbito do Plano de Contingência da gripe, a designada “Consulta Aberta”.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE implementará, a partir da próxima quinta-feira, dia 14 de dezembro, no âmbito do Plano de Contingência da gripe, a designada “Consulta Aberta”.

Uma medida avançada pelo Conselho de Administração, que tem por objetivo descongestionar os Serviços de Urgência do CHMT, em Abrantes, Tomar e Torres Novas.

A Consulta Aberta destina-se, assim, a doentes presumivelmente não urgentes e que podem optar pelo atendimento em Consulta Aberta.

Esta Consulta funciona nos dias úteis, às Segundas e Terças / Quintas e Sextas, das 18h30 às 22h30, nas três unidades hospitalares, de Abrantes, de Tomar e de Torres Novas, que constituem o CHMT.

A adesão a esta modalidade é voluntária e depende exclusivamente da vontade do utente.

Nesta Consulta Aberta, disponibilizada pelo CHMT, os doentes têm acesso a consulta de enfermagem, são avaliados por médicos e tem acesso igualmente a meios de diagnóstico (Análises, RX e outros Exames que o médico entenda serem necessários), tal qual como nos Serviços de Urgência.

A Consulta Aberta é um complemento ao Plano de Contingência à Gripe que se manterá em funcionamento durante a vigência deste Plano e é dirigida a todos os utentes da área de geográfica de referência do Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE.

Ainda no âmbito do Plano de Contingência à Gripe o CHMT lembra a importância da vacinação.


Vacina gratuita para mais de 65 anos e outros grupos prioritários


A gripe é uma doença transmissível em relação à qual podem ocorrer complicações. As pessoas com idade igual ou superior a 65 anos são as mais vulneráveis às complicações da doença.


Assim, e à semelhança de anos anteriores, o Ministério da Saúde determina que a vacina contra a gripe sazonal é gratuita, na época 2017/2018, para pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, bem como para outros grupos alvo prioritários, a serem definidos em orientação anual da Direção-Geral da Saúde.


Os vírus que causam a gripe podem apresentar variações que implicam alterações anuais na composição da vacina.


A vacina contra a gripe é recomendada para determinados grupos populacionais, nomeadamente para aqueles em maior risco de sofrerem complicações, com eventuais repercussões no excesso de mortalidade, e deve ser administrada anualmente às pessoas para as quais se recomenda.

Governo de Portugal, Ministério da Saúde