Conteudo Skip Navigation Links
Skip Navigation Links
NOTÍCIAS
29-11-2017
6,5 Milhões de Euros de investimento no CHMT
O Centro Hospitalar do Médio Tejo apresentou investimentos de cerca de 6,5 Milhões de Euros para os próximos dois anos.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo apresentou investimentos de cerca de 6,5 Milhões de Euros para os próximos dois anos. Um valor que decorre da obra de ampliação da Urgência Médico-cirúrgica, na Unidade de Abrantes, e a aprovação de candidatura de três projetos, um para cada Unidade Hospitalar, ao POSEUR.

A apresentação dos projetos referidos aconteceu durante a visita de Manuel Delgado, Secretário de Estado da Saúde ao Médio Tejo. Manuel Delgado esteve na Unidade Hospitalar de Abrantes, onde visitou a Unidade de Cuidados Intensivos polivalente e o espaço para onde será expandida a Urgência Médico-cirúrgica. Numa ação de sensibilização para futuros investimentos, o secretário de estado da saúde visitou ainda o serviço de Cardiologia, o que não constava do programa. Em Tomar acompanhou uma visita domiciliária no âmbito dos cuidados de saúde primários, e em Torres Novas visitou os serviços de Nefrologia, a Medicina Interna e o Hospital de Dia de Oncologia.

Nas visitas Manuel Delgado, Secretário de Estado da Saúde, esteve acompanhado pelos respetivos presidentes de câmara.

Apresentado pela diretora clínica, Cristina Gonçalves, o projeto de requalificação e ampliação da Urgência Médico-Cirúrgica vai ocupar a área atual das Consultas Externas, que passarão para o piso superior. O investimento previsto para esta intervenção é de cerca de 1,5 Milhões de Euros.

Na mesma ocasião foram apresentados os projetos candidatados e aprovados ao POSEUR Programa Operacional – Sustentabilidade e eficiência no Uso dos Recursos, no valor total de financiamento de cerca de 5 Milhões de Euros.

Com estes projetos, direcionados às suas três unidades Hospitalares, o CHMT propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas, mantendo e melhorando os outputs de serviço e de segurança no abastecimento. Esta operação incide sobre os drivers de consumo energético, nomeadamente: Introdução de LED, produção de energia através de painéis fotovoltaicos, melhoria no sistema de produção de água quente e novos isolamentos na envolvente opaca.

Segundo o projecto, apresentado em conjunto com o SUCH – Serviço de Utilização Comum dos Hospitais, as intervenções ao nível de substituição das caldeiras, substituição dos chillers, substituição da iluminação artificial, instalação de painéis solares térmicos e fotovoltaicos e intervenção ao nível das fachadas e das coberturas, nas três unidades deverão estar concluídas até finais de 2019.

Financiamento Comunitário Aprovado

Unidade Hospitalar de Abrantes:1.080.850,94 €

Unidade Hospitalar de Torres Novas: 1.353.184,80 €

Unidade Hospitalar de Tomar: 1.634.646,37 €

Manuel Delgado, Secretário de Estado da Saúde, manifestou a satisfação “pelo trabalho que está a ser desenvolvido no Centro Hospitalar, em particular pelo seu conselho de administração, assim como o empenhamento e a envolvência de todos os parceiros, em especial a autarquia de Abrantes e a Liga de Amigos, no apoio à obra de ampliação das urgências”.

O Secretário de estado referiu ainda que o total destes investimentos “permitem um reforço de competências e gerar sinergias para serem aproveitadas por toda a região do Médio Tejo, revestindo-se de uma importância decisiva para a qualidade de vida dos cidadãos”, afirmou Manuel Delgado.

Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração sublinhou “a grande importância das intervenções que vão acontecer nos próximos dois anos nas três unidades do CHMT, dotando-as de mais recursos e melhores condições quer para os nossos utentes quer igualmente para os profissionais do Centro Hospitalar do Médio Tejo”.


Governo de Portugal, Ministério da Saúde