Conteudo Skip Navigation Links
Skip Navigation Links
NOTÍCIAS
13-12-2017
Consulta Aberta
O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE implementará, a partir da próxima quinta-feira, dia 14 de dezembro, no âmbito do Plano de Contingência da gripe, a designada “Consulta Aberta”.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE implementará, a partir da próxima quinta-feira, dia 14 de dezembro, no âmbito do Plano de Contingência da gripe, a designada “Consulta Aberta”.

Uma medida avançada pelo Conselho de Administração, que tem por objetivo descongestionar os Serviços de Urgência do CHMT, em Abrantes, Tomar e Torres Novas.

A Consulta Aberta destina-se, assim, a doentes presumivelmente não urgentes e que podem optar pelo atendimento em Consulta Aberta.

Esta Consulta funciona nos dias úteis, às Segundas e Terças / Quintas e Sextas, das 18h30 às 22h30, nas três unidades hospitalares, de Abrantes, de Tomar e de Torres Novas, que constituem o CHMT.

A adesão a esta modalidade é voluntária e depende exclusivamente da vontade do utente.

Nesta Consulta Aberta, disponibilizada pelo CHMT, os doentes têm acesso a consulta de enfermagem, são avaliados por médicos e tem acesso igualmente a meios de diagnóstico (Análises, RX e outros Exames que o médico entenda serem necessários), tal qual como nos Serviços de Urgência.

A Consulta Aberta é um complemento ao Plano de Contingência à Gripe que se manterá em funcionamento durante a vigência deste Plano e é dirigida a todos os utentes da área de geográfica de referência do Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE.

Ainda no âmbito do Plano de Contingência à Gripe o CHMT lembra a importância da vacinação.


Vacina gratuita para mais de 65 anos e outros grupos prioritários


A gripe é uma doença transmissível em relação à qual podem ocorrer complicações. As pessoas com idade igual ou superior a 65 anos são as mais vulneráveis às complicações da doença.


Assim, e à semelhança de anos anteriores, o Ministério da Saúde determina que a vacina contra a gripe sazonal é gratuita, na época 2017/2018, para pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, bem como para outros grupos alvo prioritários, a serem definidos em orientação anual da Direção-Geral da Saúde.


Os vírus que causam a gripe podem apresentar variações que implicam alterações anuais na composição da vacina.


A vacina contra a gripe é recomendada para determinados grupos populacionais, nomeadamente para aqueles em maior risco de sofrerem complicações, com eventuais repercussões no excesso de mortalidade, e deve ser administrada anualmente às pessoas para as quais se recomenda.

Governo de Portugal, Ministério da Saúde