Hospitalização Domiciliária

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, iniciou hoje o programa de Hospitalização Domiciliária, com um doente da cidade de Abrantes e com uma doente de Belver. Estes doentes passarão a receber em suas casas a prestação de cuidados de que necessitam.

A Hospitalização Domiciliária, assegurada por uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, médicos de Medicina Interna, enfermeiros especializados em Enfermagem de Reabilitação e assistente social, apresenta-se como uma alternativa ao internamento hospitalar convencional, proporcionando assistência contínua e coordenada aos cidadãos que cumpram um conjunto de critérios clínicos, sociais e geográficos que permitem a sua hospitalização no domicílio.

Recorde-se que este programa representa “uma nova fase de prestação de cuidados de saúde cada vez mais humanizados, no sentido em que os doentes poderão ser assistidos nos seus domicílios, procurando assim que o episódio de internamento domiciliário, que se efetiva dentro da casa do próprio doente, implique o menos possível com a sua dinâmica familiar e com o seu conforto”, afirmou Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, EPE.

A Hospitalização Domiciliária responde a critérios clínicos muito específicos que visam salvaguardar quer a segurança clínica do doente, quer a segurança assistencial dos profissionais de saúde.

Partilhar: