Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT vai estar em situação de contingência durante 24 horas

O CHMT – Centro Hospitalar do Médio Tejo informa que a sua urgência de Ginecologia-Obstetrícia, localizada na Unidade de Abrantes, vai estar em situação de contingência durante 24 horas, desde as 09h00 de dia 29 de junho até às 09h00 de dia 30 de junho, por motivo de doença súbita de dois médicos obstetras, cuja substituição não foi possível assegurar em tão curto espaço de tempo.


Devido a este imprevisto, a Maternidade do CHMT, localizada na Unidade de Abrantes, vai estar encerrada das 09h00 de amanhã, 29 de junho, até às 09h00 de dia 30 de junho.

As grávidas e utentes com patologia ginecológica urgente que se desloquem ao Serviço de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT serão transferidas para o Hospital Distrital de Santarém, num transporte de ambulância assegurado pelo CHMT, que contará com o acompanhamento de um enfermeiro especialista da instituição.

As situações de emergência inadiável serão asseguradas por um médico Obstetra que estará ao serviço durante todo o período de contingência.

Esta articulação, que foi previamente coordenada entre diversos Hospitais da região, faz parte da gestão cabal das urgências hospitalares no período de contingência atualmente vivido nesta área da Ginecologia-Obstetrícia.

O CHMT informa que o plano de contingência foi estabelecido na primeira quinzena de junho e prevê um funcionamento solidário em rede entre os Hospitais da região – o CHMT, Hospital Distrital de Santarém, Centro Hospitalar do Oeste e Hospital de Vila Franca de Xira.

Reafirma-se que o CHMT, os hospitais da Região, a ARSLVT – Administração regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, e o CODU/INEM mantêm estreita articulação para garantir o normal funcionamento das urgências das maternidades da Região, com toda a segurança para as utentes.

Mais se informa as escalas de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT estiveram todas garantidas desde o início do mês de junho até a este constrangimento súbito, tendo a instituição assegurado a assistência médica aos utentes do Médio Tejo, como também a utentes de outras regiões – como Santarém, Portalegre, Castelo Branco ou Ponte de Sor.

 

 

Partilhar: