Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT

A Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) está a funcionar com limitações, por motivo de doença súbita de dois médicos.

Este facto desfalcou a escala de serviço e, apesar de todos os esforços do CHMT, não foi possível substituir os médicos em tão curto espaço de tempo. Isso mesmo esclarece à RTP o Presidente do Conselho de Administração do CHMT, Casimiro Ramos, que esteve esta manhã na Unidade de Abrantes.

Casimiro Ramos clarifica que o CHMT ativou o seu Plano de Contingência nível III, o que significa que qualquer grávida que se dirija à Unidade de Abrantes do CHMT será avaliada pelo médico que está neste momento de serviço. Caso se justifique poderá ser transferida para o Hospital de Santarém, com toda a segurança, em ambulância disponibilizada pelo CHMT.

Se a situação for urgente e o parto estiver iminente o médico de serviço garantirá, com todas as condições, toda a assistência necessária, no bloco operatório do CHMT com a equipa do Serviço de Cirurgia. Assim sendo, todas grávidas que estejam nesta situação e se desloquem até à Unidade de Abrantes do CHMT serão acompanhadas e tratadas, não estando em causa o devido atendimento.

 

Partilhar: